Teoria e História da Arte (THA)

Teoria e história da arte configura tanto a contextualização história quanto a elaboração da abordagem teórica para a análise da produção artística na contemporaneidade.

Considera-se que, na contemporaneidade, é comum nos diversos percursos de análise da produção artística uma constatação da pluralidade de meios e processos. Ao adotar uma perspectiva plural, em que se preserva a autonomia do pensamento crítico, edifica-se um ambiente de pesquisa em os constantes desafios gerados pela indeterminação a priori de um conjunto de características técnicas e estilísticas para a identificação do objeto da pesquisa em teoria e história da arte na contemporaneidade têm gerado perspectivas teóricas transdisciplinares e abordagens históricas que não isolam a produção na contemporaneidade da reflexão sobre a que se desenvolveu em outros períodos. 

As pesquisas em desenvolvimento são confrontadas com o desafio de conceituação teórica do fazer artístico na contemporaneidade, em permanente atualização, como um processo que diverge da identificação de características modelares em um elenco pré-definido de recursos de linguagem que conduzam a historicização de estilos de uma arte contemporânea. Ou, o que seria mais reducionista, a eleição de um único estilo de arte contemporânea que pudesse ser oposto a outro, o moderno.

Essa dupla tarefa é de extrema relevância para a formação crítica de pesquisadores atuantes tanto em Brasília, onde a presença de um acervo artístico modernista predomina, quanto em outras regiões nas quais se encontram acervos de vários períodos e estilos de produção artística.